Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Biblioteca da Escola Secundária Quinta das Palmeiras

DIA MUNDIAL DA ÁGUA (22 de março)

Dia Mundial da água.jpg

Águas subterrâneas: Tornando o invisível visível é o tema agregador para a celebração do Dia Mundial da Água, em 22 de março de 2022.

Em 1992, esta efeméride foi sugerida na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, e anualmente é escolhido um novo tema.

Este ano, o tema é particularmente abrangente e rico de sentidos, pelo que o Plano Nacional de Cinema propõe às escolas o visionamento de três obras de cinema português: o documentário Sophia de Mello Breyner Andresen (1969), de João César Monteiro, um magnífico ensaio cinematográfico sobre a essência da poesia e do próprio cinema, que toma como matéria de trabalho a escrita da autora que dá título à obra e que tem o mar e a leitura de excertos de A Menina do Mar como elementos de destaque. Um verdadeiro pretexto para navegar no mundo poético das águas subterrâneas!

Propomos também o visionamento de duas belíssimas curtas-metragens da animação portuguesa: Os Olhos do Farol (2010), de Pedro Serrazina e Água Mole (2017), de Alexandra Ramires e Laura Gonçalves. No primeiro filme, as águas do mar são o palco de todas as emoções vividas por uma menina que desenvolve uma cumplicidade única com o mar e com os objetos que este lhe devolve, desvendando acontecimentos antigos e memórias que as marés não conseguem apagar.

Por último, Água Mole é uma curta-metragem de animação caraterizada pela presença de elementos documentais e um forte apelo a uma vertente metafórica. Nesta narrativa, como resultado do egoísmo humano, a água transforma-se num elemento ameaçador para toda uma vida comunitária.

 in  https://pnc.gov.pt/

Durante o dia, na BE, poderão ser visionadas estas duas curta-metragens Os Olhos do Farol e Água Mole e o documentário Sophia de Mello Breyner Andresen.