Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca da Escola Secundária Quinta das Palmeiras

Dia da Cultura Científica

Dia da Cultura Científica_blog.jpg

Para assinalar esta data tão importante, a equipa da BE, em colaboração com os grupos de Português, Ciências Naturais e Matemática, desenvolveu a atividade “A Ciência do Caldo de Pedra”.

No espaço do “Pano Preto”, as turmas B, D, E do 8º ano e a turma E do 9º ano assistiram  à representação do Conto Tradicional “O Caldo de Pedra”.

IMG_7105.JPG

Os  nossos atores tiveram uma excelente prestação.

Os aplausos foram muitos…

IMG_7065.JPG

IMG_7070.JPG

De seguida, alguns alunos do 8º B encenaram um momento de uma aula de Português, tendo sido abordado o texto instrucional, nomeadamente a receita do caldo de pedra.

A este propósito, um docente de Matemática lançou um desafio aos alunos: quantas sopas se poderão confecionar com os ingredientes utilizados no caldo de Pedra?

O cálculo Matemático foi efetuado já em sala de aula.

Por fim, docentes de Ciências Naturais desenvolveram uma atividade prática,  analisando-se a presença de lípidos, de amido (um glícido) e de proteínas (prótidos) em alimentos usados para confecionar o “caldo de pedra”.

Para a deteção de lípidos colocaram-se duas gotas, uma de azeite e outra de água num guardanapo, verificando-se que a mancha do azeite perdurava após o guardanapo ter secado e a da água desaparecia, o que prova que o azeite contém lípidos.

IMG_7102.JPGIMG_7087.JPG

Para observar ou não a presença de amido na batata, no pão e no feijão usou-se como reagente o soluto de Lugol. Este, inicialmente, tem cor acastanhada e na presença de amido adquire uma cor azul escura/preta. Verificou-se que o soluto de Lugol colocado sobre a batata e o pão mudou rapidamente de acastanhado para preto, no feijão houve uma ligeira alteração, o que demonstrou a grande riqueza em amido dos dois primeiros alimentos e que o feijão, também, contém este nutriente mas em menor quantidade.

8.jpg

Relativamente à pesquisa de proteínas (prótidos complexos) usou-se um caldo de carne e solução de biureto A e B. Este reagente apresenta, inicialmente, cor azul e na presença de proteínas torna-se roxo, o que se verificou quando adicionado ao caldo de carne. Adicionou-se o mesmo reagente à água e, tal como esperado, não se verificou alteração da cor, o que significa que não havia proteínas.

O balanço desta atividade foi muito positivo. Ficou, mais uma vez provado, que a articulação curricular e o  trabalho colaborativo enriquece o processo de ensino e de aprendizagem.