Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca da Escola Secundária Quinta das Palmeiras

O Poder da Língua Portuguesa

Dia Mundial da Língua Portuguesa.jpg

Para assinalar esta data, tivemos o privilégio de receber na Escola três jovens timorenses, estudantes da Universidade da Beira Interior, que nos deram testemunho das suas experiências pessoais sobre a importância da Língua Portuguesa, num território tão longínquo como Timor Lorosae.

Dia Mundial da Língua Portuguesa1.jpg

Dado o contexto que estamos a viver, apenas pudemos convidar uma turma para assistir a esta sessão… o 11ºD.

Dia Mundial da Língua Portuguesa3.jpg

Alunos de outras turmas acompanharam a transmissão deste evento, através da Plataforma Google Meet.

Para iniciar esta sessão, um aluno da turma convidada leu este belíssimo poema de José Jorge Letria,” Esta Língua Portuguesa”.

“A língua que falas e escreves

É uma árvore de sons

 Que tem nos ramos as letras,

Nas folhas os acentos

E nos frutos o sentido de cada coisa que dizes.

 (…)

 A língua cresceu com o país,

que se alongou até ao sul

 e depois chegou às ilhas,

 vencendo os tormentos do mar.

 O país ganhou a forma

de uma língua de terra

capaz de usar palavras

 como ‘lonjura’ e ‘saudade’.

 (…)

É uma língua que se veste

de baiana no Brasil,

ganhando feitiços de som

em Angola e Moçambique

e novos significados

lá para as bandas de Timor.”

……………..

De uma forma muito sentida, os nossos convidados começaram por nos falar da importância da Língua Portuguesa em Timor, única no  contexto timorense, tendo em conta a sua capacidade de resistir e de sobreviver, assumindo-se como fator de afetividade  cultural e democrática.

20210505_120212.jpg

O público, sempre muito atento, colocou algumas questões que foram prontamente respondidas pelos nossos convidados.

Dia Mundial da Língua Portuguesa4.jpg

20210505_124649.jpg

No decorrer da sessão, ficou demonstrado o Poder da nossa Língua.

Salientamos o facto de a artéria onde a nossa escola se localiza ter o nome de Rua de Timor, nome atribuído aquando da geminação da nossa cidade com a cidade timorense de Laleia, quando a cidade foi visitada pelo Dr. Ramos Horta, importante porta-voz da resistência timorense durante a ocupação indonésia, entre 1975 e 1999, tendo, após a independência, desempenhado o cargo de Ministro dos Negócios Estrangeiros.

A professora Celina Vieira recordou o envolvimento de toda a Escola em atividades de apoio à independência de Timor, nomeadamente a participação de todas as  turmas numa iniciativa promovida pela Câmara Municipal da Covilhã realizada no Pavilhão da Anil, o que sensibilizou os nossos convidados.

Como forma de reconhecimento por este gesto, estes jovens ofereceram à escola uma belíssima peça de artesanato do seu país.

Na sala, os aplausos a Timor e  à Língua Portuguesa fizeram-se ouvir.

Palestra3.jpgFoto Palestra.jpg

Também a nossa escola ofereceu uma pequena lembrança aos nossos convidados, como forma de agradecimento.

20210505_125848.jpg

Dia Mundial da Língua Portuguesa5.jpgNa Biblioteca, destacamos obras de autores de Língua Portuguesa.

20210505_093835.jpg