Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca da Escola Secundária Quinta das Palmeiras

Vídeoconferência…  À Conversa  com Maria Dinis Mineiro, autora do DIÁRIO DE BEATRIZ

No âmbito do Projeto 10 minutos a Ler, intitulado “Às dez a porta fecha... abre-se o livro”, os alunos do 9º E tiveram o privilégio de conhecer e conversar com a escritora Maria Dinis Mineiro, autora da obra escolhida pela turma, O DIÁRIO DE BEATRIZ .

O interesse dos alunos pelo livro em questão foi notório! Afinal, O DIÁRIO DE BEATRIZ  aborda temas da adolescência, tendo conquistado, desde a primeira página, os leitores que leram por prazer, não por obrigação! É esse o propósito desta iniciativa.

Para encerrar com “chave de ouro” este Projeto, a equipa da BE decidiu presentear os alunos com a presença, embora virtual, da escritora da obra que cativou esta turma.

Diário de Beatriz.jpg

Quem é, então, a nossa convidada?

Maria Dinis Mineiro, a autora da obra O DIÁRIO DE BEATRIZ , aos 28 anos tem já uma carreira invejável. Fez o 3º ciclo e o ensino secundário, na área de Ciências e Tecnologias, na nossa escola, tendo conciliado os estudos com outras atividades, nomeadamente música, teatro, dança e desporto. Desde muito cedo se interessou pela leitura e pela escrita, duas outras grandes paixões. Escreveu a  obra O Diário de Beatriz quando frequentava o 3º ciclo e foi com grande satisfação que a viu publicada pela editorial Presença.

image1.jpg

Fez o ensino Superior em Lisboa, tendo obtido a Licenciatura em Gestão, no ISCTE, e o Mestrado em Finanças, na Universidade Nova SBE.

Participou em Programas Erasmus em Amsterdão e na Cidade do México. Estagiou na empresa Sagres, sediada em Lisboa, mas atualmente trabalha na área da Banca. É também docente de uma cadeira, no ISCTE, onde se licenciou.

Vive em Lisboa há 10 anos, e tem 2 cães: o Wally e a Kaya.

Considera que a expressão escrita e a comunicação são importantes em qualquer profissão e em qualquer momento da vida.

Hoje, aceitou o convite para estar connosco e poder  partilhar duas das suas grandes paixões: a escrita e a leitura.

Com uma admirável simpatia, simplicidade e boa disposição, a Maria cativou, desde o primeiro minuto, todos os presentes. Durante cerca de uma hora, falou da sua experiência enquanto escritora, respondeu às questões colocadas pelos alunos e deixou-lhes alguns conselhos.

Videoconferência.jpgVideoconferência1.jpg

Sem qualquer dúvida, esta foi mais uma excelente experiência que proporcionou aos alunos um contacto próximo e afetuoso com uma autora, despertando neles o apelo fascinante da leitura e da escrita.

Muito obrigada, Maria!

P’la equipa da BE

PORTUGAL “inspira”!

Para assinalar o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, os alunos de 9º ano que frequentam a disciplina de Educação Visual foram desafiados a fazer ilustrações sobre o Património Cultural Português, que, posteriormente, serviram de inspiração a alguns dos “nosso(a)s” poetas/poetisas.

Os resultados superaram as expetativas!

Simão Granja.jpgMaria Caninhas.jpg

(Simão Granja)                                      (Maria Caninhas)

Também Miguel Torga homenageou Luís Vaz de Camões com o poema que se segue:

 

CAMÕES

Nem tenho versos, cedro desmedido,

Da pequena floresta portuguesa!

Nem tenho versos, de tão comovido

Que fico a olhar de longe tal grandeza. 

 

Quem te pode cantar, depois do Canto

Que deste à pátria, que to não merece?

O sol da inspiração que acendo e que levanto,

Chega aos teus pés e como que arrefece.

 

Chamar-te génio é justo, mas é pouco.

Chamar-te herói, é dar-te um só poder.

Poeta dum império que era louco,

Foste louco a cantar e a louco a combater.

 

Sirva, pois, de poema este respeito

Que te devo e professo,

Única nau do sonho insatisfeito

Que não teve regresso!

 

Miguel Torga

In Poemas ibéricos, 1965.

Ler é um prazer

O prazer pela leitura tem sido um dos temas trabalhado no Projeto DIZ Lexia. Os elementos participantes, professores e alunos, elaboraram este breve texto que dá conta dos hábitos de leitura dos adolescentes, o qual é baseado na notícia intitulada “O que leem (e como leem) os adolescentes” (Notícias Magazine, 27/01/2019, consulta integral no link abaixo).

Nesta notícia são referidas diversas informações que pensamos serem importantes para aqueles alunos que ainda não descobriram o prazer de ler, os quais podem registar algumas ideias para as suas próximas leituras.

  • Os adolescentes gostam de ler obras com protagonistas da mesma idade porque conseguem relacionar-se com a história sob uma perspetiva mais pessoal;
  • Os adolescentes gostam de ler livros que os coloquem em contacto com as tragédias, mas também com a aventura e a fantasia;
  • Entre os grandes fenómenos editoriais para adolescentes encontram-se Os Filhos da Droga, O Diário de Anne Frank, O Rapaz do Pijama às Riscas e a coleção Harry Potter.

Os alunos que participam no Projeto DIZ Lexia deram as suas sugestões de leitura, as quais também partilhamos:

  • O Principezinho, de Antoine de Saint-Exupéry;
  • A admirável aventura de Malala: Contada aos jovens, de Maria Inês Almeida;
  • Mistério no Pavilhão de Portugal, de Maria Inês Almeida e Joaquim Vieira;
  • O Bando da Meia Noite, de David Walliams,
  • Dentes de Rato, de Agustina Bessa-Luís;
  • Os meninos que enganavam os Nazis, de Joseph Joffo;
  • Coleção Gerónimo Stilton;
  • Coleção O Diário de um Banana, de Jeff Kinney;
  • Os Futebolíssimos, de Roberto Santiago;
  • Missão Impossível, de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada.

É importante que na escola se invista na promoção da leitura por prazer e descobrir o que é que os jovens gostam de ler e como é que esse gosto se pode estimular. 

https://www.noticiasmagazine.pt/2019/o-que-leem-e-como-leem-os-adolescentes/tendencias/235894/

Se eu fosse um livro.jpg

Ciência em Casa

A equipa da BE, em colaboração com o grupo disciplinar de Físico Química, lança-te um desafio: Fazer Ciência em casa.

Propomos-te que realizes pequenas atividades e experiências científicas em tua casa e que as partilhes connosco, neste blogue. Para te ajudar, disponibilizamos uma ficha elaborada por uma professora de Físico Química, destinada a alunos de 7º ano, mas que pode ser utilizada por alunos de outros anos de escolaridade. No final da tua experiência, faz um vídeo e envia-o para o seguinte endereço eletrónico:

esqp@bibliotecasescolares.pt

Deixamos, aqui, dois vídeos que te podem servir de motivação.

Como vês, fazer ciência é divertido!

FICHA  ANEXA

Ciência em Casa!

Como preparar uma solução desinfetante?

Nesta altura de desconfinamento, é essencial trazer sempre connosco máscara e gel desinfetante. Neste vídeo vamos mostrar-te como produzir a tua própria solução desinfetante com produtos que facilmente podes encontrar no supermercado ou na farmácia.

O vídeo que acompanha esta publicação demonstra, passo a passo, como preparar esta solução segundo as recomendações da Organização Mundial da Saúde. Neste link podes encontrar o protocolo original que podes usar para adaptar à quantidade pretendida.

link = https://www.who.int/gpsc/information_centre/handrub-formulations/en/

Como acabámos de ver, “fabricar” o nosso próprio gel é muito, muito fácil!

A equipa da BE agradece a colaboração da Drª Bárbara, que, gentilmente, produziu este vídeo no âmbito do nosso desafio “ Ciência em Casa ”.