Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Biblioteca da Escola Secundária Quinta das Palmeiras

Miúdos a votos • Resultados 2020

Apresentamos os resultados da votação nacional da iniciativa "Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?" e damos a conhecer o que alunos e professores fizeram de melhor durante a campanha eleitoral.

Miúdos a Votos - Resultado Final.jpg

Projeto Academia da Leitura do Mundo

Academias conhecimento.jpg

News Museum @Zoom para Escolas

Visita Virtual ao News Museum: o museu das notícias

Visita virtual.jpg

Fotografia: www.newsmuseum.pt

A estátua verde do jornalista e escritor Eça de Queirós, a tweetar no seu smartphone, é o cartão de visita deste museu.

O News Museum é um museu dedicado às notícias, aos media e à comunicação.

Com o regresso às aulas presenciais, retomaram-se atividades conjuntas que associam o lazer e a cultura. Assim, através da plataforma zoom, a turma B do 12º ano, no âmbito da sua participação no Projeto “Academia da Leitura do Mundo: o jornalismo, a comunicação e eu”, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, teve oportunidade de fazer uma visita virtual ao NewsMuseum, que se situa fisicamente em Sintra.

IMG_20200602_165220 (1).jpg

IMG_20200528_123212.jpgIMG_20200528_125139.jpg

Deixamos aqui um texto de opinião redigido por um dos alunos envolvidos no projeto.

Na minha opinião, a visita de estudo ao NewsMuseum realizada no dia 28 de maio teve uma importância extrema por dois motivos: a atividade em si e aquilo que ela representa, sendo realizada no contexto de pandemia que vivemos. De facto, a apresentação deste museu pela Coordenadora dos Serviços Educativos, Elsa Luís, permitindo-nos “entrar” nas diferentes salas, foi bastante interessante e enriquecedora, tendo-nos possibilitado (re)visitar figuras e momentos da história de Portugal e do mundo dos últimos 120 anos, através do olhar jornalístico e dos media. Dos temas explorados no âmbito desta visita destaco o jornalismo de guerra e o seu papel na divulgação da verdade dos factos, os perigos da propaganda, os momentos mais marcantes do fotojornalismo, os grandes duelos entre figuras públicas e alguns aspetos que aproximam o jornalismo desportivo atual e o de há 40 anos.

Quanto ao facto de a escola nos possibilitar realizar visitas de estudo sem sairmos da sala de aula, embora estas não substituam as deslocações físicas, têm algumas vantagens, nomeadamente a redução de custos, a maior facilidade de marcação de horários e o acesso a áreas restritas de museus ou monumentos normalmente inacessíveis ao público.

Para concluir, sublinho a pertinência desta atividade, não só como complemento às aprendizagens desenvolvidas no âmbito do Projeto coordenado pela Professora Catarina Rodrigues (UBI) em que participámos, mas também como oportunidade de crescimento pessoal, tendo em conta o que nos acrescentou em conhecimentos e desenvolvimento do espírito crítico.

Afonso Teixeira, 12ºB

Literacia Financeira e Educação para o Consumo

A Literacia Financeira e a Educação para o Consumo permitem aos jovens a aquisição e desenvolvimento de conhecimentos e capacidades fundamentais para as decisões que, no presente e no futuro, tenham que tomar sobre as suas finanças pessoais (…). (DGE)

No âmbito da Disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, na abordagem ao tema Literacia Financeira e Educação para o Consumo, foi proposto aos alunos das turmas do 9.º ano a realização de um poster com “Dez mandamentos da gestão financeira para jovens”.

O desafio foi aceite pelos alunos, com grande entusiasmo, e os resultados estão aqui! Com os pósteres em representação de cada uma das turmas envolvidas no projeto, inspira-te e segue os conselhos dados!

9º A.jpg

9º B.jpg

9º C.jpg

9º D.jpg

9º E.jpg

Projeto de Desenvolvimento e Cidadania -“Companhia com Afetos”

“Receita” para um envelhecimento ativo

afetos.bmp

Em tempo de Covid 19, que nos obrigou a um confinamento forçado, a nossa solidariedade continua! No âmbito do projeto de Desenvolvimento e Cidadania – “Companhia com Afetos”, que desenvolvemos ao longo do ano letivo presencial e que nos levou a tomar maior consciência das carências emocionais das pessoas mais idosas, quer através de visitas às suas casas, quer à nossa participação nas festas comemorativas dos respetivos aniversários, lançámos um desafio ao senhor José Macedo e ao senhor José Paixão: Qual a receita para um envelhecimento ativo? O que faz para exercitar corpo e a mente? Qual o papel da arte na sua vida? Foram estas e outras perguntas às quais estes dois avós de colegas da nossa escola procuraram responder, tendo a esperança de poder servir de inspiração a muitos idosos, que, estando sem nenhuma ocupação profissional e agora confinados à sua casa, possam encontrar nas artes, seja na escrita, na pintura ou na escultura, refúgios para um corpo e mente saudáveis. Ora espreitem o que estes dois artistas têm para partilhar com vocês e com os vossos avós!

Alunos do 11º T

22 de maio - Dia do Autor Português

Instituído em 1982, o Dia do Autor Português pretende homenagear os autores portugueses, nas mais diversas áreas artísticas e culturais, como a pintura, a literatura, a música ou o cinema que têm contribuído para o enriquecimento da Cultura em Portugal.


"Não basta que as coisas que se dizem sejam grandes, se quem as diz não é grande. Por isso os ditos que alegamos se chamam autoridades, porque o autor é o que lhes dá o crédito e lhes concilia o respeito."

Padre António Vieira

 

E porque os nossos alunos também são Autores, queremos, neste dia,  homenageá-los, convidando toda a comunidade escolar a visitar (e a apreciar) a exposição dos belíssimos trabalhos realizados no âmbito do Projeto

“(a)Riscar o Património Literário”

No âmbito da disciplina de Educação Visual, no 9º ano, desde o início do 3.º período, estamos a abordar o tema do Património. Desafiados pelo projeto “(a)Riscar o Património”, uma iniciativa da Direção Geral do Património Cultural (desde 2014 com a parceria dos Urban Sketchers Portugal), participámos no desafio “(a)Riscar o Património Literário”, disponível aqui: https://ariscaropatrimonio.wordpress.com/2020/04/04/ariscar-o-patrimonio-literario/.

 

O desafio consistia em executar desenhos de observação de “objetos” (objetos, cenas, paisagens, personagens, etc.) que nos remetessem para uma obra literária (contos, poemas, romances, ensaios, etc.) e até a letra de algumas músicas (incluindo o fado) entraram nesta nossa participação e daí articularmos com a disciplina de Português. O resultado foi bastante positivo!

 

Agora, a BE (Biblioteca Escolar), o grupo de Artes Visuais e o grupo de Português realizam aqui uma Exposição Virtual destes trabalhos.

 

Desde já agradecemos a todos os alunos (e famílias, sempre presentes!) que, com entusiasmo, participaram neste desafio e, em especial aos alunos Francisca Antão (com o poema “Máscaras”, de Fernanda Xerez), Joana Melo (com a letra da música “Riptide”, de Vance Joy), João Costa (com “As pessoas sensíveis”, de Sophia Mello Breyner), Maria Leonor Matos (“Uma casa portuguesa”, de Amália Rodrigues), Matilde Mendes (“O gato e o escuro”, de Mia Couto), Matilde Almeida (“Guitarra Triste”, de Amália Rodrigues), Rodrigo Silva (conto de Natal “O carro vermelho”, de Maria José Carvalho Areal), Tiago Carrilho (“A Estátua”, de Steve Barlow), da turma B, Afonso Gomes (“A Fada Oriana”, de Sophia de Mello Breyner), Bruna Silva (“A Bailarina de Auschwitz”, de Edith Eger), Laura Baltazar (“O Principezinho”, de Antoine de Saint-Exupéry), Laura Monteiro (“Mulherzinhas”, de Louisa May Alcott), Leonor Carreira, (“Finalmente compreendo o meu cão”, de Nicole Gil), Mateus Alves (“Star Wars – A Ameaça Fantasma”, de Lucas Film), Rodrigo Lourenço (fado “Covilhã, Cidade Neve”, de Amália Rodrigues) e Rodrigo Queiroz (“O Tempo”, de Marco Rodrigues), da turma D.

Da turma A do nono ano, agradecer a: Afonso Freire e Tiago Riscado (com os “Lusíadas” de Luís de Camões); Ângelo Valentim (“O Principezinho” de Antoine de Saint-Exupéry); Bruna Tomé (“A menina que não sabia ler” de John Harding); e, Catarina Pereira, Joana Alçada, Leonor Massano e Rita Leitão (“Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente). Da turma C do nono ano, agradecer a: Beatriz Ferreira, Constança Guimas, Inês Macedo (com os “Lusíadas” de Luís de Camões); Artur Raposo (retratos de Fernando Pessoa); Diogo Rouqueiro (retratos de Mia Couto); Maria Caninhas (retratos de Camões); Vasco Fonseca (retratos de Bocage); e, Francisca Albuquerque (“Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente).

Continuação de muito bons projetos, a todos!

Neste dia, o escritor, contador e ilustrador Pedro Seromenho, que já esteve várias vezes na nossa Escola, dinamizará três sessões online:

18.jpg

  • Às 9h00m (de Portugal Continental) - Europa, Macau e Timor-Leste. 
  • Às 11h30m PALOP 
  • Às19h00m Américas (EUA, Brasil e Canadá)

A Coordenação do Ensino de Português nos EUA, em articulação com Pedro Seromenho, apoia a sessão online para os EUA, que decorrerá pelas 14h00m (Costa Leste) e pelas 11h00m (Costa Oeste) e incentiva professores, alunos, comunidades educativas, bibliotecários e potenciais interessados a participarem nesta sessão, que será dinamizada no Facebook.

Esta iniciativa é apoiada pela Rede de Bibliotecas Escolares!

Feliz Dia do Autor Português!

“Há sempre uma história para contar…”, agora, a cores

“E neste momento, em que todos estamos em casa…”, ou estivemos, fomos desafiados, pela Escola Básica 2.º e 3.º Ciclos Dr. Alfredo Ferreira Nóbrega Júnior – Camacha, da Madeira, a participar no Mural da Esperança, disponível aqui:

 https://www.facebook.com/1615419688770640/videos/257804902069240/

E porque “Há sempre uma história para contar…” aqui fica a nossa história/participação, escrita com luz, ou seja, em fotografia, com o agradecimento especial aos alunos Bruno Oliveira, Duarte Nunes, Joana Carvalho, Tomás Candeias e José Freire, da turma M, do 10.º ano.

Agora, a cores, podemos continuar esta história, com uma fotografia e uma palavra (ou frase) alusiva ao tema: A Arte (em fotografia) de inventar o futuro.

Quem se atreve?

Alunos que “não perdem o Norte”

Alunos do 7º E presentearam-nos com belíssimas rosas dos ventos elaboradas no âmbito da disciplina de Geografia.

Os alunos aliaram o conhecimento à criatividade e executaram  trabalhos com materiais, texturas e cores diversificadas.

Parabéns a todos!

Francisco Caninhas.jpg               Beatriz Silva.jpg

Francisco Caninhas                            Beatriz Silva

Matilde Rito.jpg                Rita Féliz.jpg

Matilde Rito                                       Rita Félix

Sofia Fiadeiro.jpg     SIMÃO SILVA.jpg

Sofia Fiadeiro                                   Simão Silva

18 de maio - Dia Mundial da Cidadania

Para assinalar este Dia Mundial da Cidadania, partilhamos uma “carta escrita pelo vírus à humanidade”. Um convite à reflexão sobre o futuro que queremos ter. Olhemos à nossa volta e valorizemos o que de precioso temos, antes que seja demasiado tarde.

Gostarias de fazer algum comentário sobre este vídeo ?

Clica em "comentar" no final do post.

Dia 18 de maio - Dia Internacional dos Museus

O Dia Internacional dos Museus, comemorado no dia 18 de maio, tem como tema, este ano: Museus para a Igualdade: Diversidade e Inclusão.

Para assinalar esta data , a BE e  a equipa do Plano Nacional de Artes da nossa escola convidam toda a comunidade educativa a visitar museus de todo o mundo sem sair de casa.

Aceitem o nosso convite!

Dia Mundial dos Museus.jpg

(clicar na imagem)

 

Um dia dedicado à Ciência!

Foto festival Ciência.jpg

O Festival de Ciência Online é uma celebração da ciência e dos cientistas, como motor para o progresso social assente na curiosidade, na criatividade, no pensamento crítico e no envolvimento de todos os cidadãos.

Esta é a homenagem da Rede Nacional de Centros Ciência Viva ao trabalho dos investigadores que, através das suas conquistas, possibilitam avanços imprescindíveis para melhorar a qualidade de vida das populações em áreas como a saúde, a educação, o ambiente, a tecnologia, entre muitas outras.

No dia 16 de maio, Dia Nacional dos Cientistas, a Ciência vai ao encontro de todos os portugueses para celebrar o trabalho da comunidade científica. Do programa fazem parte sprintalks, visitas virtuais, atividades, desafios, e outras surpresas.

 

A História do Dia Nacional dos Cientistas

"O desafio do desenvolvimento científico atinge o país inteiro e põe em jogo mecanismos que atravessam a sociedade toda. Sem cultura científica mínima são escassas as oportunidades de cidadania autêntica, de construir ou participar nas escolhas de sociedade [...]"

José Mariano Gago

 

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República*, com o objetivo de celebrar e reconhecer a contribuição histórica, relevante e inovadora da comunidade científica para o avanço do conhecimento e, assim, para o progresso e o bem-estar da sociedade. O dia 16 de maio - data do nascimento de José Mariano Gago - foi escolhido para homenagear o seu legado. O Festival de Ciência Online celebra as conquistas da comunidade científica e assinala a homenagem ao legado de José Mariano Gago.

* Resolução da Assembleia da República Nº 228/2016 que consagra o dia 16 de maio como Dia Nacional dos Cientistas.

Foto.jpg

Consultado em 13 de maio de 2020. Disponível em   http://www.cienciaviva.pt/festival/

Se gostas de Ciência, aconselhamos-te a visitar/explorar  a página web do Ciência Viva.

 

Como assistir à transmissão?

 

  • No dia 16 de maio, das 16.00 às 19.00, liga-te a cienciaviva.pt/festival
  • Podes ligar-se também diretamente no YouTube para assistir à transmissão em direto do Festival de Ciência Online.

Pág. 1/2